ALGUMAS DINÂMICAS DE ALFABETIZAÇÃO

ALGUMAS DINÂMICAS

Dinâmica 01: A vida é uma novidade vibrante!!

Desenvolvimento: Sentados(as) em pequenos círculos (5 a 6 pessoas), cada participante pega um giz de cera de cor diferente da que o(a) companheiro(a) escolher. Ao som da música, cada um inicia um desenho, procurando expressar um problema ou uma idéia. Ao comando do animador, cada participante passa o desenho para a pessoa da direita, recebe o desenho da pessoa da sua esquerda (sem mudar a cor do seu lápis) e prossegue a atividade, observando o que recebeu e completando o desenho com o que considerar oportuno para a solução do problema ou enriquecimento da idéia. Quando a folha com a qual cada participante iniciou a atividade, retornar às suas mãos, fazem-se os comentários e reflexões.
**Considerações que podem auxiliar:
*Permitir que o outro partilhe com você e que o(a) ajude.
*Se você for forte, nunca tenha tanto orgulho de sua força, a ponto de pensar que não precisa de apoio.
*Refletir: A minha cor foi importante para o outro? A cor do outro foi importante para mim?
*Mesmo com uma cor escura no momento, você pode expressar bons sentimentos. A força interior existe! O mesmo lápis que escreve o ódio, escreve AMOR.
*Cada um de nós tinha uma cor, mas o desenho que está conosco não tem apenas mais uma cor, tem outras cores.
Quando estamos abertos para receber o outro, a vida é uma novidade vibrante!!!
Dinâmica 02: Como transformar defeitos em virtudes?

Desenvolvimento: Animador: “Falando em cores do arco-íris…vamos pensar na harmonia que existe entre elas, nas partículas de água que refletem de formas diferentes, na água que bebemos, no ciclo da vida… e vamos escolher uma bexiga que retrate uma das cores desse arco-íris que estamos vendo.”
Os participantes, em posse de suas bexigas, fecham os olhos e ouvem novamente o animador:
-Vocês terão que encher uma bexiga, ao máximo, sem estourá-la e não poderão abrir os olhos. Deverão segurar o balão apenas pelo “caninho”.
O animador solicita aos participantes que encham cada vez mais os seus balões e, quando observar que várias bexigas já estouraram, promove a reflexão.
Pontos relevantes para serem refletidos:
*Quando paro sem encher muito a bexiga, contento-me com o pequeno porque tenho medo! (Colocamos menos do que poderia ser colocado).
*Mais e melhor, até estourar! Exagero também é erro. (A regra era clara: não podia estourar).
Ter controle da situação é uma virtude, mas não posso querer controlar tudo!
Qual é o nosso ponto de equilíbrio?
É preciso ir em frente, porém, respeitando as regras do grupo, o limite do outro.
Nosso grande desafio é NOS CONHECERMOS MELHOR!
“Não são as virtudes que dão grandeza ao homem, mas o homem que faz as suas virtudes!”
(Carlos Tadeu Viveiro)
Mensagem: Ser feliz!
Dinâmica 03: Eu construo!

Desenvolvimento: O animador distribui uma página de jornal para cada participante. Diz que irá propor algumas trocas e que a regra será a de aceitá-las.
Escolhe aleatoriamente cinco participantes do grupo e faz as trocas por
• uma folha bem amassada;
• um pedacinho de jornal rasgado;
• uma gravura bem bonita do jornal;
• uma folha cheia de buracos;
• uma tira de jornal.
• Solicita, em seguida, que construam algo com a folha que possuem em mãos.
Pede que alguns participantes expliquem o que construíram e que todos os cinco também apresentem as suas “obras”.
Reflexões:
A criatividade é um dos grandes lemas.
A vontade é o caminho.
Todos podemos construir algo de valor nessa vida!
Mensagem: Um Sorriso Diferente!
Dinâmica 04: Consciência com ação.

Desenvolvimento: Cada participante se apresenta: “Eu sou uma rua, uma avenida, um bosque, uma praça assim…(com muitas árvores, local alegre e cheio de crianças…) e me chamo…(nome do participante)”.
Após a apresentação oral de todos, cada um escreve o que esse lugar (rua, praça ou bosque) quer dizer para o mundo. (Fundo Musical). Exemplo:
A rua …quer dizer ao mundo:
“Chegam até mim pessoas verdadeiras, alegres, sábias e humanas. Que eu possa sempre acolher você e fazê-lo crescer, como tantos me fazem.”
Enquanto cada participante lê o quer dizer ao mundo, o animador redige pontos marcantes dos textos lidos formando uma mensagem do grupo. Elege-se um título. Exemplo: “Nós somos assim…quem quer nos acompanhar?”
Enriquecimentos para as reflexões no grupo:
*Maneira descomplicada de entender o outro.
*É preciso ter simplicidade ( O que eu transformei em necessidade? O que eu transformei em desejo?)
*É importante que eu reflita sobre a minha liberdade (O ano do carro é fundamental? Estamos na era do consumo. Muitas pessoas programam ir ao shopping para dar um passeio e, se essa saída resulta em compras, reclamam porque gastaram; se não compram, reclamam porque queriam-“fulano tem”).
*A responsabilidade é essencial. (Caminha junto com a liberdade)
*O respeito pela pessoa humana é fundamental.
*Um novo século, um novo mundo e… muita criatividade!(Toda negatividade a ser retirada precisa ter algo positivo no lugar! É preciso ser criativo!)
*Desafio diário: Modificar e repensar o “meu comportamento”, somente assim farei com que o outro reflita.
**Ninguém viu um átomo, assim como ninguém viu a alma e, no entanto, as grandes energias estão presentes; às vezes nas menores partículas.
**Ser um profissional, qualquer um pode ser, porém, tornar-se um grande profissional e uma grande pessoa é o grande DESAFIO!!!
Dinâmica 05: Comunicação Efetiva!

Desenvolvimento: Todos os participantes balançam uma folha de papel e ouvem o barulho. (O animador faz as devidas relações. Exemplos: Esse é o “barulhinho que acontece dentro de nós quando ficamos ansiosos, quando não conseguimos dialogar com o outro…) O animador então sugere: “- Vamos amassar essa confusão interior, vamos jogar fora tudo que não é bom. Os participantes amassam a folha de papel. O animador fala da importância da comunicação e do amor; sugere então que desamassem a folha com cuidado, que tentem deixá-la bem lisinha. (Faz novas relações. Exemplo: Vejam como a folha está marcada, nunca esquecemos dos gestos amáveis e das palavras amigas). O animador sugere que novamente balancem as folhas. O barulho sumiu! Precisamos nos amassar e nos amar nos relacionamentos!
Reflexão:
* Comunicação Efetiva Sem ela as decisões tornam-se complicadas. Portanto, precisamos ser VERDADEIROS !
Dinâmica 06: Intuição e sensibilidade na gestão de pessoas.

Desenvolvimento: O animador lança uma pergunta e solicita que apenas pensem na resposta.
“- Cada um de vocês ganhou uma herança que está no outro lado do oceano. Vocês realmente não podem ir buscá-la, mas podem denominar alguém para essa tarefa. Quem vocês enviarão? Por quê?”
Os participantes registram em seguida duas qualidades dessa pessoa.
O animador solicita que expressem oralmente essas qualidades e as registra no quadro de giz. Conclui dizendo que as anotações pessoais são os valores que cada participante considera como mais importantes nessa vida e que os valores registrados no quadro são os valores daquele grupo.
Exemplo da anotação de um determinado grupo:
Cumplicidade Amor ++++
Sensibilidade Honestidade +++
Confiança +++ Responsabilidade +
Respeito + Integridade
Segurança Criatividade
Reflexões:
*Quando fazemos com o grupo, o grupo se compromete com as ações.
*As próprias pessoas têm as respostas que buscam.
Novas sugestões de Dinâmicas:
Fonte: Livro “Exercícios Práticos de Dinâmica de Grupo”
(Silvino José Fritzen)

Dinâmica 07: Eficiência de um trabalho em equipe

(A corrida de carros)
Objetivos:
a)Demonstrar rapidez num trabalho de equipe.
b)Desenvolver agilidade mental e capacidade de raciocínio.
c)Desenvolver a imaginação e a criatividade.
Tamanho do grupo: Diversos subgrupos de cinco a sete membros cada um.
Tempo Exigido: Aproximadamente vinte minutos.
Material Utilizado: Uma cópia da Corrida de Carros, conforme se encontra no final do exercício; – Lápis ou caneta.
Ambiente Físico: Uma sala com carteiras para acomodar todos os membros participantes.
•  Processo:
I. A tarefa de cada subgrupo consiste em resolver, na maior brevidade possível, o problema da Corrida de Carros, conforme explicação dada na folha, que será entregue a cada pessoa do grupo;
II. A seguir, lê-se em voz alta, o conteúdo da folha, e formam-se os diversos subgrupos para início do exercício;
III. Todos os subgrupos procurarão resolver o problema da Corrida de Carros, com a ajuda de toda a equipe;
IV. Obedecendo às informações constantes da cópia da Corrida de Carros, a solução final deverá apresentar a ordem em que os carros estão dispostos com a respectiva cor, conforme chave anexa;
V. Será vencedor da tarefa o subgrupo que apresentar por primeiro a solução do problema;
VI. Terminado o exercício, cada subgrupo fará uma avaliação acerca da participação dos membros da equipe, na tarefa grupal;
VII. O animador poderá formar o plenário com a participação de todos os membros dos subgrupos, para comentários e depoimentos.
A CORRIDA DE CARROS
Oito carros, de marcas e cores diferentes, estão alinhados, lado a lado, para uma corrida. Estabeleça a ordem em que os carros estão dispostos, baseando-se nas seguintes informações:
1. O Ferrari está entre os carros vermelhos e cinza
2. O carro cinza está a esquerda do Lotus.
3. O McLaren é o segundo carro á esquerda do Ferrari e o primeiro á direita do carro azul.
4. O Tyrrell não tem carro á sua direita e está logo depois do carro preto.
5. O carro preto esta entre o Tyrrell e o carro amarelo.
6. O Shadow não tem carro algum á esquerda: está á esquerda do carro verde.
7. A direita do carro verde está o March.
8. O Lotus é o segundo carro á direita do carro creme e o segundo á esquerda do carro marrom.
9. O Lola é o segundo carro á esquerda do Isso.
Corrida de Carros
A Solução.
1. O Shadow, cor azul.
2. O McLaren, cor verde.
3. O March, cor vermelha.
4. O Ferrari, cor creme.
5. O Lola, cor cinza.
6. O Lotus, cor amarela.
7. O Iso, cor preta.
8. O Tyrrel, cor marrom.
Dinâmica 08: Esclarecimento de Valores

Objetivos:
a) Demonstrar que o conceito de valores varia de acordo com as pessoas.
b) Conscientizar os membros participantes sobre o problema de valores diferentes.
Tamanho
Do Grupo: Oito a dez pessoas, podendo fazer-se o exercício, com vários subgrupos, simultaneamente.
Tempo
Requerido: Vinte e cinco minutos, aproximadamente.
Material
Exigido: Papel em branco, lápis ou caneta.
Redação de três frases.
Ambiente
•  Físico: Uma sala suficientemente ampla, com cadeiras, para acomodar todos os membros participantes.
Processo:
I. O animador explica inicialmente o exercício, e a seguir distribui uma folha com frases para cada membro, para que possa escolher uma dentre as três que achar a mais importante. As três frases podem ser, por exemplo:
. Ser generoso com as demais pessoas.
. Ser seu próprio chefe.
. Ter amigos compreensivos.
II. Feita a escolha, formam-se subgrupos, juntando-se os membros de acordo com a escolha feita. Aqueles que escolheram, por exemplo, a primeira frase, como sendo a mais importante, irão discutir as razões desta importância. Assim, formam-se subgrupos semelhantes, para cada combinação de frase.
III. Após uns dez minutos de discussão, forma-se o plenário, para expor a todos os participantes as razões da escolha de tal ou qual frase.
I. No final, haverá um momento para depoimentos sobe a experiência vivida no exercício.
•  Outros Tipos de Frases
. Sair de mim mesmo para ajudar os demais.
. Poder indicar aos outros o que fazer.
. Livrar-se das normas e das leis.
. Fazer o que for moralmente correto.
. Preparar os demais para ajudar-me.
Que a cada dia ,possamos crescer mais como pessoas e fazer felizes os que nos cercam!!
Rosângela

Dinâmica 09 – Canudinhos

A professora divide a turma em equipes e desenha no chão um círculo para cada equipe. No centro de cada círculo, coloca-se canudinhos de refrigerante de vários tamanhos.
As equipes se posicionam em volta e ao iniciar da música andam. A única regra do jogo é não falar. Na primeira palma da professora, as crianças abaixam e começam a construir o que vier à cabeça. Na segunda palma, as crianças levantam e trocam de círculo – vão para o círculo do lado e andam observando o contruído nesse novo círculo. Na palma, abaixam e continuam construindo, na palma voltam ao cículo de origem e assim sucessivamente, até o término da música.
* O mais importante da dinâmica é a aboradagem posterior. Exemplo:
• A idéia inicial que vocês tiveram foi concluída?
• Vocês estão felizes com o que estão vendo?
• João, qual desses quadros você levaria para casa? Por quê?
• Maria, as casas que você conhece são todas assim? Como são?
• Teresa, as formas geométricas estão presentes nesses quadros? Quais?
• Mateus, onde há mais a cor azul? Retire os canudos e conte-os para verificar.
• Lucas, escolha um quadro e comece uma história.
• Roberta, continue…
E assim , a professora vai explorando, interligando as áreas de conhecimento até chegar no ou nos objetivos pretendidos.
Exemplo: Produção de texto / Escrita das palavras nomeando os objetos que surgiram nas construções / Trabalhar evolução da moradia / Somar ou diminuir os canudos de um círculo e outro, etc.
Obs.: Dinâmica oportuna para explorar “sentimentos e valores”.
• Professora dá a temática para as construões :
1. Figura Humana
2. Triângulo
3. Uma palavra com D
4. Uma equipe conta para outra equipe resolver
5. Um símbolo para a PAZ, etc.

Sobre Rouberval Barboza

Pedagogo, Psicopedagogo e blogueiro. Professor na Rede Municipal de Ensino em Dourados - MS.

Publicado em 25 de agosto de 2010, em ALFABETIZAÇÃO. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 32 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: