OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

A Educação Infantil tem como objetivo proporcionar condições adequadas para promover o bem estar da criança, seu desenvolvimento físico, emocional, intelectual, moral e social, a ampliação de suas experiências e estimular o interesse da criança pelo processo de conhecimento do ser humano, da natureza e da sociedade.

Quanto a educação especial o Centro Educacional tem por objetivo valorizar as peculiaridades de cada aluno, atender a todos na escola, incorporar a diversidade, sem nenhum tipo de distinção. Segundo a LDB Nº 9394/96, art. 59 parágrafo I: “Os sistemas de ensino assegurarão aos educandos com necessidades especiais: I Currículo, Métodos, Técnicas, Recursos educativos e Organização específica para atender suas necessidades”.Bem como a acessibilidade desses educandos.

Desta forma, o Centro Educacional, em concordância com o Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil (Brasil, 1998, p. 63) tem por objetivo desenvolver as seguintes capacidades dos educandos:

· Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;

· Descobrir e conhecer progressivamente seu próprio corpo, suas potencialidades e seus limites, desenvolvendo e valorizando hábitos de cuidado com a própria saúde e bem-estar;

· Estabelecer vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças, fortalecendo sua auto-estima e ampliando gradativamente suas possibilidades de comunicação e interação social;

· Estabelecer e ampliar cada mais as relações sociais, aprendendo aos poucos a articular seus interesses e pontos de vista com os demais, respeitando a diversidade e desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração;

· Observar e explorar o ambiente com atitude de curiosidade, percebendo-se cada vez mais como integrante, dependente e agente transformador do meio ambiente e valorizando atitudes que contribuam para sua conservação;

· Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

· Utilizar as diferentes linguagens (corporal, musica, plástica, oral e escrita) ajustadas às diferentes intenções e situações de comunicação, de forma a compreender e ser compreendido, expressar suas idéias, sentimentos, necessidades e desejos e avançar no seu processo de construção de significados, enriquecendo cada vez mais sua capacidade expressiva;

· Conhecer algumas manifestações culturais, demonstrando atitudes de interesse, respeito e participação frente a elas e valorizando a diversidade.

CAPACIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS PELAS CRIANÇAS

Capacidade é o ato pelo qual podemos aperfeiçoar as habilidades físicas ou motoras, do educando, considerando os dons, talentos, as necessidades especiais e as aptidões respeitando as individualidades de cada um nos âmbitos culturais, sociais e econômicos.

As capacidades de ordem física estão associadas à possibilidade de apropriação das potencialidades corporais, ao auto conhecimento, ao uso do corpo na expressão das emoções e ao deslocamento com segurança.

As capacidades de ordem cognitiva estão associadas ao desenvolvimento dos recursos para pensar, o uso e apropriação de formas de representação e comunicação envolvendo resolução de problemas.

As capacidades de ordem afetiva estão associadas à construção da auto-estima, às atitudes no convívio social, à compreensão de si mesmo e dos outros.

As capacidades de ordem estética estão associadas à possibilidade de construção de valores que norteiam a ação das crianças.

As capacidades de relação interpessoal estão associadas à possibilidade de estabelecimento de condições para o convívio social. Isso implica aprender a conviver com as diferenças de temperamentos, de intenções, de hábitos e costumes, de cultura etc.

As capacidades de inserção social estão associadas à possibilidade de cada criança perceber-se como membro participante de um grupo de uma comunidade e de uma sociedade.

Para que se possa atingir os objetivos é necessário selecionar conteúdos que auxiliem o desenvolvimento destas capacidades. (BRASIL ,1998)

CURRÍCULO

Considerando as particularidades da faixa-etária de 0 à 6 anos e as necessidades educacionais especiais em suas diferentes formas de aprendizagem, é necessário que o currículo seja flexível, adequado, coerente, múltiplo e abrangente para organizar os conteúdos a serem trabalhados. Neste contexto o presente Currículo visa a abranger diversos e múltiplos espaços de elaboração de conhecimentos e diferentes linguagens referentes a construção da identidade, os processos de socialização e o desenvolvimento da autonomia dos educandos que propiciem por sua vez, as aprendizagens consideradas essenciais. ( BRASIL 1998: p. 45)

1. Desenvolvimento Pessoal e Social

O âmbito do Desenvolvimento Pessoal e Social está organizado de forma a garantir o desenvolvimento de capacidades de natureza global e afetiva no qual predomina a dimensão atitudinal das crianças, seus esquemas simbólicos de interação com as outras crianças que possuem ou não necessidades educacionais especiais e com o meio, assim como a relação consigo mesma, com atitude básica de aceitação, de respeito e de confiança.

Esse âmbito abrange três eixos:

· Conhecimento de si e dos outros

Conhecer a si mesmo e ao outro são processos interligados e nesta relação são potencializados os recursos afetivos, cognitivos e social, necessários ao desenvolvimento pleno e integral de cada um.

A referida Proposta trata das contribuições que a educação infantil pode propiciar aos processos de socialização e de construção da identidade das crianças, assim como dos cuidados essenciais necessários ao seu desenvolvimento.

· Brincar

Brincar é o processo de diversão que no âmbito escolar possibilita de suscitar no educando a criatividade o desenvolvimento, o raciocínio lógico, a participação, a alegria e a descontração na construção espontânea do conhecimento.

No brincar as crianças exploram, perguntam e refletem sobre a realidade na qual vivem desenvolvendo-se psicologicamente e socialmente. O brincar funciona como um cenário criado pelas crianças e baseado nas suas vivências para que possam expressar seu mundo interno, levantando hipóteses sobre seus sentimentos e dos outros, sobre conceitos, atitudes e valores com os quais se defrontará em sua vida. É como se fosse um laboratório do pensamento das crianças, no qual elas aprendem a substituir um objeto por outro ou uma ação por uma ação imaginária, agindo no faz-de-conta.

· Movimento

O movimento para criança pequena significa muito mais do que mexer partes do corpo ou deslocar-se no espaço. A criança se expressa e se comunica através de seus gestos, mímicas faciais e interage utilizando fortemente o apoio do seu corpo.

O eixo de Movimento propõe um trabalho que considere a dimensão expressiva/subjetiva do movimento e as diferentes posturas corporais exigidas pelas necessidades do dia-a-dia, além do desenvolvimento psicomotor da criança de 0 a 6 anos.

2-Ampliação do Universo Cultural

O âmbito da Ampliação do Universo Cultural é relativo do trabalho com a cultura, entendida de uma forma ampla e plural, acervos de produção simbólica, científica e social da humanidade que engloba múltiplos aspectos e que está em constante transformação e resignificação. Esta idéia de cultura transcende, mas engloba os interesses momentâneos, as tradições específicas e as convenções de grupos sociais particulares.

3- Áreas de Desenvolvimento

Levando em consideração o processo de desenvolvimento da linguagem oral do educando, esta instituição educacional, busca oportunizar diferentes situações de aprendizagem de linguagem tais como: corporal, musical, plástica, oral e escrita ajustando-as as diferentes intenções e situações de comunicação, de forma a compreender e ser compreendido, expressando suas idéias, sentimentos, necessidades e desejos enriquecendo cada vez mais sua capacidade expressiva.

· Linguagem Oral

A criança aprende a falar no convívio com falantes mais experientes. A fala das crianças é reconstrução interna, resignificação, e também criação. Ao criarem palavras podem cometer “erros” que na verdade demonstram uma certa compreensão da língua que ouvem. As crianças desde muito cedo, portanto, pensam e elaboram hipóteses sobre a linguagem.

A tarefa da educação infantil é ampliar, integrar a fala da criança em contextos comunicativos para que ela se torne um falante cada vez mais competente. Para isto, é necessário atribuir intenção comunicativa à fala da criança prestando muita atenção ao que diz, aprendendo sobre o jeito particular das crianças se expressarem.

· A Linguagem Escrita

Durante muito tempo pensou-se que a criança aprenderia a ler e escrever somente aos 7 (sete) anos de idade quando ingressasse na escola formal.

Hoje se sabe que a aprendizagem da linguagem escrita se inicia desde cedo através da participação em uma comunidade que usa a escrita para se comunicar. É uma aprendizagem de natureza conceitual, envolve compreender um sistema de representação não sendo simples treino de habilidades motoras e perceptivas, nem tampouco mera decifração do código alfabético.

Para aprender a criança precisa pensar sobre a escrita e seus usos a partir de informações provenientes de diversos tipos de intercâmbios sociais, isto é, quando presenciam diferentes atos da escrita e leitura por parte dos adultos ou crianças mais experientes: quando essas pessoas lêem jornais, receitas culinárias buscam informações e um catálogo ou quando escrevem uma carta para um parente distante. A criança também aprende sobre a escrita quando começa a usa-la em suas brincadeiras, imitando a professora ou médico, por exemplo, ou quando começa a tentar escrever seu nome .

Considera-se que estas situações constituem um ambiente de letramento na instituição de educação infantil, onde as crianças aprendem através de um contato amplo e constante com textos reais, quando o educador considera que podem ler e escrever ainda que não saibam faze-lo de forma convencional.

· Matemática

A atenção dada à matemática na educação infantil ao longo do tempo não tem seguido uma orientação única. No entanto, a matemática estando explicita ou implicitamente presente na educação infantil, é reconhecida como importante para o desenvolvimento da criança pequena.

A criança desde o seu nascimento está imersa em um universo cultural em que conhecimentos matemáticos são parte integrante. Estes impregnam suas vivências e desde muito pequenas elas participam de uma série de situações envolvendo números, relações entre quantidades, noções sobre o espaço. As crianças precisam recorrer a contagem para resolver seus problemas do dia-a-dia como, por exemplo: conferir suas figurinhas, repartir as balas entre amigos, mostrar com os dedos a sua idade, manipular o dinheiro e operar com ele. Também observa o espaço ao seu redor e, aos poucos vai organizando seus deslocamentos.

A matemática se caracteriza como uma atividade de resolução de problema. O sentido mais amplo adotado por esta Proposta Pedagógica, se diferencia daquele que o considera mera aplicação de conhecimentos adquiridos e que, em geral, coincide com questões numéricas resolvidas por meio de operações aritméticas e procedimentos convencionais.

Segundo ABROMOWICZ E WAJSKOP ( 1999 p. 96): A iniciação matemática das crianças de zero a seis anos acontece a partir das mais variadas situações. Mesmo que não lhes sejam apresentadas com essa finalidade e que por isso mesmo não possam ser consideradas genuinamente matemáticas.

Muitos jogos, brincadeiras, histórias e situações cotidianas experimentadas pelas crianças podem propiciar vivência e familiaridade com idéias lógico-matemática e científicas. Nesses momentos, as crianças relacionam diferentes conhecimentos, inventam, descobrem, tem idéias, atribuem sentidos.

· Artes Visuais

O fazer em Artes Visuais está significativamente presente no cotidiano da vida infantil. A criança rabisca, desenha no chão, na areia, nos muros; pinta seus objetos, seu corpo; utiliza vários materiais que encontra ao acaso- gravetos, pedra e carvão, etc. Ao brincar de desenhar, exercita a construção e a representação do mundo, seleciona imagens visuais que lhe são significativas.

Esta Proposta Pedagógica visa inserir as Artes Visuais como área específica de conhecimentos considerando que as crianças podem desenvolver a imaginação criadora, a expressão e a sensibilidade a partir da ampliação do fazer artístico, da percepção e do conhecimento de produções artísticas, assim como da utilização de instrumentos e recursos próprios da linguagem artística.

· Música

Presente no cotidiano de modo intenso através do rádio, da TV, das gravações, jingles e também por meio de brincadeiras e manifestações espontâneas com crianças, pela intervenção do educador ou familiares e outras situações de convívio social, a linguagem musical tem estrutura e características próprias devendo ser considerada como área de conhecimento, estruturando-se por meio do:

· fazer – através da interpretação, da improvisação e da composição;

· perceber – pelo contato, escuta, apreciação e reconhecimento de elementos referentes à matéria-prima ( som e silêncio) e a linguagem musical;

· refletir – conscientizando questões referentes à organização e criação musical;

A introdução da área de música nesta Proposta Pedagógica se deve à importância atribuída à educação musical como parte da formação integral de cada ser humano e não visa apenas ou especialmente a formação musical ou profissional do aluno.

· Conhecimento do Mundo

Desde muito pequena as crianças vivenciam experiências e operam sobre conceitos, valores, idéias, objetos concretos e representações sobre os mais diversos temas a que têm acesso na sua vida cotidiana, construindo um conjunto de conhecimentos espontâneos sobre o mundo que as cerca. Muitos são os temas pelos quais as crianças se interessam: dinossauros, vulcões, tubarões, castelos, heróis, festas da cidade, programas de TV, notícias da atualidade, histórias de outros tempos. Estes temas envolvem conhecimentos de natureza as mais diversas derivando de um conjunto de áreas tais como a Antropologia, a Sociologia, a Economia, a Física, a Química, a Biologia, a História, a Geografia etc. O termo Conhecimento de Mundo visa por um lado apontar para a abrangência das fontes que podem alimentar a área e por outro dar uma conotação de integração entre os vários conhecimentos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS POR FAIXA ETÁRIA

BERÇÁRIO I – 03 MESES A 01 ANO

DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

03 MESES A 06 MESES

· acompanhar objetos com os olhos;

· sustentar a cabeça e membros superiores deitada;

· investigar objetos com uma , duas ou ambas as mãos ( alcançar, agarrar, puxar, movimentar, morder) quando colocadas ao seu alcance;

· ouvir diferentes tipos de músicas;

· repetir vocalizações próprias, balbucios, gritos;

· vivenciar experiências sensoriais e diversidade de emoções através de objetos com cores, luminosidade, sons e texturas diversas.

06 meses a 12 meses

· exercitar movimentos de sentar-se com e sem apoio, arrastar-se em diferentes espaços, engatinhar, levantar, caminhar com apoio;

· ter contato com diferentes objetos, diferentes sons;

· explorar objetos ( buscar, segurar, jogar, puxar, arremessar, arrastar, empilhar, encaixar, desencaixar);

· repetir e emitir gestos e sons;

· observar-se no espelho;

· exercitar movimentos de preensão em pinça;

· atender ordens simples em situações cotidianas;

· vivenciar situações de ausência e permanência de objeto/pessoas (esconde-esconde).

BERÇÁRIO II – 1 A 2 ANOS

12 a 18 meses

· construir mentalmente possíveis soluções, executando seqüências de ações;

· perceber se como alguém distinto dos demais.

COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a) Linguagem Oral

· ouvir diferentes tipos de histórias;

· verbalizar palavras simples do seu cotidiano;

· verbalizar e indicar objetos nomeados em gravuras, livros e revistas;

· responder a perguntas verbais simples;

· verbalizar nomes de pessoas significativas em seu convívio;

· expressar-se utilizando palavras encadeadas ( frases ).

b) Linguagem Sonora/Musical

· ouvir e acompanhar diferentes tipos de música cantada ou tocada, expressando-se livremente;

· produzir diferentes sons, vocais e não vocais;

· perceber e utilizar o próprio corpo como fonte rítmica e sonora (respiração, estalos de língua, palmas, bater de pés, movimentos, maneiras de falar, cantar, etc.)

c) Linguagem Corporal

· realizar movimentos de andar, correr, subir, descer, pular, chutar, empurrar, puxar, passar por dentro, por baixo;

· expressar-se utilizando o tato, olfato, visão e audição.

d) Linguagem Plástica

· exercitar o movimento de garatuja, em papéis grandes, tipo manilha, pardo, etc.;

· manipular e explorar diferentes tipos de materiais, tais como: tintas, argila, massinha, areia, água, sucata, jornal, revista, entre outros.

CIÊNCIAS NATURAIS

· ter contato com diferentes elementos da natureza: plantas, água, terra, argila, areia e demais elementos naturais em um espaço físico adequado.

CIÊNCIAS SOCIAIS

· participar de brincadeiras tradicionais folclóricas; datas comemorativas, significativas a ela.

2- ANOS – MATERNAL I

1-COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a)Linguagem Oral

· nomear objetos;

· ampliar e enriquecer seu vocabulário;

· verbalizar ações a partir de situações reais e/ ou livros, gravuras, revistas;

· aprimorar habilidades básicas necessárias à produção e emissão correta de fonemas ( exercício fono – articulatórios);

· expressar-se e reproduzir mensagens verbais e não-verbais;

· ouvir e reproduzir pequenas histórias;

· contar cenas das histórias vividas – cotidianas;

· exercitar o jogo simbólico a partir de histórias infantis e do seu cotidiano;

· manusear os diferentes portadores de texto.

b)Linguagem Corporal

· exercitar o jogo simbólico a partir de diversos materiais, tais como: fantasias, maquiagens, acessórios, brinquedos de casinha….

· exercitar suas habilidades motoras gerais: saltar, correr, andar (devagar, depressa, entre linhas, contornando obstáculos ), subir e descer escadas, passar por cima, por baixo de obstáculos);

· exercitar jogos com mímica e dramatizações.

c)Linguagem Plástica

· Realizar produções utilizando diferentes técnicas plásticas, tais como: desenho, modelagem, recorte a dedo, colagem, pintura;

· Realizar garatujas simples, esboçando algumas formas sem identificação;

· Utilizar várias cores livremente;

· Criar símbolos para identificação de seus objetos na sala.

d)Linguagem Sonora/Musical

· cantar e acompanhar ritmos de músicas com palmas, gestos e dança;

· produzir sons vocais e não –vocais;

· ter contato com diferentes tipos de música ( popular, clássica e folclórica).

1- RACIOCÍNIO LÓGICO – MATEMÁTICO

a) Semelhanças e Diferenças

· comparar objetos ou pessoa por tamanho : pequeno/grande;

· ter noção de quantidade: bastante/pouco;

· investigar objetos tomando contato com seus atributos: cor, forma e espessura;

· empilhar e enfileirar objetos livremente;

· encaixar e desencaixar objetos.

2- CIÊNCIAS NATURAIS

a)Ser Humano

· identificar as partes principais do corpo: cabeça, peito, barriga, pernas, pés, mãos e costas;

· identificar as partes do rosto: olhos, nariz e boca;

· desenvolver hábitos de higiene corporal e ambiental.

b) Meio Ambiente

· proporcionar situações para que a criança tenha contato com diferentes propriedades dos materiais: textura: áspero, liso, macio, consistência: duro, mole; temperatura: quente, frio; coloração: cores;

· ter contato com elementos e fenômenos da natureza.

c) Animais

· identificar animais domésticos.

3- CIÊNCIAS SOCIAIS

· Reconhecer seu próprio nome e idade;

· Identificar pelo nome pessoas de seu convívio ( familiar e social);

· Participar e identificar brincadeiras tradicionais infantis e folclóricas.

3 ANOS – MATERNAL II

1- COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a)Linguagem Oral

· transmitir pequenos recados;

· narrar pequenas histórias conhecidas;

· interpretar e reproduzir histórias oralmente;

· ampliar seu vocabulário e aprimorar sua fluência verbal;

· relatar fatos ocorridos em casa, na escola;

· exercitar seu diálogo com outra criança ou adulto;

· contar, recontar e reinventar histórias, a partir de situações vividas ou criadas;

· enunciar seu pensamento de forma organizada e clara;

· verbalizar hipóteses e fazer constatações, conseguindo estabelecer relações mentais diante de fatos e conteúdos novos.

b)Linguagem Escrita

· iniciar a diferenciação entre escrita e desenho;

· participar da elaboração de textos coletivos;

· ter contato com diferentes portadores de texto: informativos, narrativos jornalísticos e do seu cotidiano;

· realizar garatujas, com identificação;

· utilizar o desenho para expressar, registrar e reelaborar suas experiências, emoções e desejos;

· entender que a linguagem escrita representa a fala;

· produzir textos orais, individuais ou coletivos.

c) Linguagem Sonora e Musical

· sentir e criar com seu corpo;

· expressar-se e comunicar-se com seu corpo;

· descobrir o seu próprio corpo e perceba sua forma, sua mobilidade, as diferenças nele existentes;

· conhecer e respeitar o outro através do contato corporal; do estabelecimento de relações sócio-afetivas, da ação compartilhada;

· vivenciar personagens através do faz de conta.

d) Linguagem Plástica

· realizar garatujas simples, esboçando algumas formas sem identificação, mas com significado;

· produzir utilizando diferentes técnicas plásticas, tais como: desenho, modelagem, picotagem, recorte com tesoura, colagem, dobradura, pintura, construções com sucata.

2- RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO

a)Classificação

· identificar semelhanças entre objetos ou seres segundo seus atributos;

· forma: quadrado, triângulo, círculo e retângulo;

· cor: primárias, secundárias e terciárias;

· tamanho: grande, pequeno, médio, maior e menor;

· espessura: grosso e fino;

· largura: largo e estreito;

· gênero: masculino e feminino;

· agrupar objetos ou pessoas segundo suas características.

b)Seqüência

· perceber seqüência entre objetos.

c) Espaço

· identificar e nomear os conceitos de posição ( frente/ de costas/ ao lado/atrás/perto/longe) através de um referencial.

3- CIÊNCIAS NATURAIS

a) Ser Humano

· comparar as principais características do seu desenvolvimento físico em relações ao seu nascimento e a sua vida atual;

· desenvolver hábitos de higiene corporal ( mãos, banho, uso adequado de sanitários, escovação dos dentes) e ambiental.

JARDIM DE INFÂNCIA I

1- COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a)Linguagem Oral

· transmitir recados com uma ou mais ordens;

· vivenciar situações de leitura – pseudoleitura;

· narrar histórias conhecidas;

· interpretar e reproduzir histórias oralmente;

· ampliar seu vocabulário e aprimorar sua fluência verbal- concordância;

· cantar músicas conhecidas ou inventadas;

· contar, recontar e reinventar histórias, a partir de situações vividas ou criadas.

b) Linguagem Escrita

· reconhecer o próprio o nome;

· elaborar hipóteses de que a escrita representa a fala;

· reconhecer e compreender a função social da língua escrita;

· ter contato com diferentes textos: informativos, narrativos, jornalísticos, literário e do seu cotidiano.

c) Linguagem Sonora/Musical

· conhecer e utilizar canções folclóricas, populares e clássicas;

· explorar diferentes instrumentos;

· reconhecer diferentes ritmos musicais;

· diferenciar sons vocais e não vocais.

d) Linguagem Corporal

· dramatizar situações de seu cotidiano;

· reconhecer seu corpo como fonte de expressão;

· vivenciar o que se lê;

· exercitar o corpo através da dança.

e) Linguagem Plástica

· produzir desenhos na fase da garatuja identificada;

· manipular, criar e construir com diferentes materiais;

· utilizar variações de técnicas plásticas tais como: desenho, modelagem, recorte, colagem, impressão e pintura.

2- RACIOCÍNIO LÓGICO – MATEMÁTICO

a)Classificação

· discriminar atributos dos objetos quanto à forma, cores, tamanho, espessura, altura e largura;

· discriminar semelhanças e diferenças entre os objetos;

· Formar pares explorando conceitos.

b)Ordenação

· ordenar objetos ( 1º, 2º, 3º …);

· agrupar elementos segundo os atributos;

· adquirir noções de pertinência.

c)Seqüência

· verbalizar seqüência numérica;

· estabelecer seqüência entre objetos.

d) Tempo

· estabelecer relações de temporalidade considerando o espaço e tempo, vivido e percebido;

· identificar atividades diárias.
e) Espaço

· identificar e nomear a situação dos objetos em relação aos conceitos de posição – acima/abaixo, dentro/fora, ao lado/entre, na frente/atrás, perto/longe;

f) Características Mensuráveis dos Objetos

· vivenciar situações que levem à compreensão das propriedades dos objetos quanto à peso: leve/pesado; tamanho: altura/distância/comprimento: grande/pequeno, curto/comprido, alto/baixo, perto/longe, largo/estreito, maior/menor, grosso/fino; capacidade: cheio/vazio, mais/menos/ o mesmo tanto; temperatura: quente/frio.

g) Número

· adquirir noções de quantidade: ( muito/pouco, mais/menos);

· diferenciar número de letras;

· compreender a funcionalidade da escrita dos numerais ( talão de cheques, telefone, placa de carro, etc. )

3- CIÊNCIAS SOCIAIS

a)Grupo Social

· compreender-se como alguém distinto dos demais;

· identificar as próprias características e das pessoas com as quais convive em casa e na escola;

· identificar suas responsabilidades nas atividades diárias;

· participar, opinar; decidir, estabelecer, junto com os demais alunos, regras de convivência;

· avaliar a sua situação no grupo;

· aprender a utilizar as regras e convenções sociais ( por favor, com licença, muito obrigado…);

· desenvolver atitudes de tolerância, solidariedade, amizade e respeito.

b) Tempo

· conhecer sua história de vida ( nome, idade, data de aniversário);

· conhecer o significado das datas comemorativas;

· construir uma imagem positiva de si.

c) Espaço

· organizar seu próprio espaço ( objetos pessoais, trabalhos, espaço na classe );

· reconhecer o espaço físico da escola, dependências e materiais disponíveis;

· explorar novos espaços.

d)Elementos Socioculturais do Cotidiano

· identificar meios de transporte utilizados pela criança, família e escola;

· identificar sinais de trânsito;

· reconhecer os brinquedos e brincadeiras prediletas do grupo.

e) Trabalho

· Propiciar situações em que a criança reconheça e/ou vivencie as diversas profissões.

4- CIÊNCIAS NATURAIS:

a) Ser Humano

· Respeitar às potencialidades e limites do próprio corpo e de terceiros;

· Descobrir a si mesma, sentindo e experimentando os limites e as possibilidades de seu corpo;

· Identificar as necessidades básicas do ser humano: alimentação equilibrada, vestuário, higiene e sono.

b) Animais

· Perceber a variedade dos animais existentes, estabelecendo semelhanças e diferenças entre si e os animais em estudo;

· Conhecer as características e necessidades dos animais referentes à alimentação, locomoção e reprodução;

· Identificar ações positivas dirigidas à proteção e preservação da vida animal;

· Identificar alimentos de origem animal.

c) Meio Ambiente

· Perceber a ocorrência de transformações químicas naturais na vida diária (apodrecimento, azedamento,…);

· Observar e opinar sobre exploração dos recursos naturais – conseqüências positivas e negativas (preservação das matas/ plantio/desmatamento; poluição das águas/ enchente / desperdício da água; córregos; lixo /reciclagem; energia/ economia e desperdício);

· Reconhecer e observar as diferentes situações cotidianas relativas a variações de temperatura;

· Perceber a influência das variações climática nas atividades dos seres vivos;

· Perceber os cuidados que devem ter com os animais;

· identificar propriedade dos materiais ( cheiro, sabor, consistência, coloração e textura);

· perceber as transformações ocorridas nos objetos do ambiente;

· localizar a existência de ar, água, solo e rochas em diferentes partes do ambiente;

· perceber o processo de reprodução vegetal considerando o preparo da terra, a germinação das sementes, o crescimento e a necessidade das plantas.

JARDIM DE INFÂNCIA II

1- COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a)Linguagem Oral

· ouvir, criar e narrar histórias oralmente;

· conhecer diferentes modalidades de linguagem ( história, poesias, piadas e músicas);

· estabelecer trocas verbais com seus colegas e adultos- linguagem socializada- através de diálogo e não linguagem egocêntrica;

· ampliar seu vocabulário;

· vincular o discurso oral com o texto escrito.

b)Linguagem Escrita

· produzir escritas espontânea;

· identificar diferentes portadores de texto no aspecto estrutural e lingüístico.

c)Linguagem Sonora / Musical

· perceber diferentes sons produzidos pelo corpo, objetos, natureza, etc.;

· adquirir noção de sons: duração, ritmo e intensidade;

· utilizar e criar melodias, músicas e rimas;

· cantar e dramatizar músicas com criações próprias.

d)Linguagem Corporal

· explorar suas possibilidades de movimentos corporais;

· imitar, reproduza ou recrie movimentos corporais, com ou sem fundo musical orientador;

· realizar movimentos leves, fortes, rápidos, utilizando várias áreas do espaço;

· realizar movimentos leves, fortes, rápidos, utilizando várias áreas de espaço;

· reelaborar o real através do imaginário;

· Expressar idéias simples com o próprio corpo;

e)Linguagem Plástica

· produzir desenhos na fase pré-esquemática;

2- RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO

a) Classificação

· classificar objetos com mais de um atributo;

· estabelecer critérios de agrupamentos, a partir da observação e comparação de objetos ( maior/menor, grosso/fino, grande/pequeno, duro/mole, quente/frio, seco/molhado);

· estabelecer símbolos para caracterização de agrupamentos;

· reconhecer as formas geométricas;

· estabelecer correspondência um a um;

· ampliar sua noção de pertinência ( pertence e não pertence);

· comparar características dos objetos para formação de pares.

b)Seriação

· realizar arranjos lineares dos atributos dos objetos;

· ordenar conjuntos de objetos que apresentam entre si diferença constante;

· estabelecer correspondência serial;

representar séries graficamente;

nomear os elementos da série.

c)Sequenciação

· identificar, reconhecer e estabelecer seqüências através de movimentos corporais, discriminação auditiva, manipulação de materiais representações gráficas;

· estabelecer seqüências temporais: ontem / hoje / amanhã; passado/ presente/ futuro, manhã / tarde / noite, dias da semana.

d)Medida

· comparar objetos e/ou pessoas segundo determinadas propriedades mensuráveis;

· estabelecer medidas de comprimento utilizando palmo, pés e passos.

e)Espaço

· identificar situações dinâmica dos objetos ou pessoas, sempre indicando movimento: de um lado e de outro; pra frente / para trás; para o lado, para cima, para baixo; na mesma direção / mudando de direção; ordenar elementos variados; lateralidade: esquerda / direita tendo objetos como referencial.

f)Tempo

· Desenvolver a habilidade de estabelecer relações entre passado / presente / futuro ( antes, agora e depois); hoje e ontem; dias da semana.

g)Quantificação / Número

· manipular objetos contáveis estabelecendo correspondência um a um;

· comparar quantidades;

· reconhecer os números no contexto da atividade;

· explorar contagem de rotina.

3- CIÊNCIAS SOCIAIS

Grupo Social

· Conhecer o nome das pessoas de sua família, relações de parentesco e funções que elas exercem ( num contexto mais amplo: avós, tios, primos, netos…);

· Compreender a importância das regras e convenções sociais ( por favor, com licença, muito obrigado, …);

· Identificar e respeite os direitos e deveres de cada pessoa da família e da escola;

· Identificar as funções das pessoas que trabalham na escola;

· Desenvolver atitudes de tolerância, solidariedade, amizade e respeito.

Tempo

· confrontar a sua vida com a história de vida das demais pessoas.

c) Espaço

· conhecer local e tipo de moradia;

· explorar bairro onde mora e onde estuda;

· estabelecer pontos de referência à sua casa, escola e vizinhança;

· explorar novos espaços e cada vez mais amplos.

d)Elementos Sócio-Culturais do Cotidiano

· identificar os tipos de construção, tipos étnicos ( com hábitos e costumes), existentes em seu ambiente;

· conhecer a importância das datas comemorativas e significativas (aniversários, cívicas e folclóricas);

· reconhecer a importância dos meios de comunicação no seu cotidiano.

e)Trabalho

· identificar a importância do trabalho para a vida;

· estabelecer relações entre trabalho e sobrevivência;

· reconhecer o valor do trabalho cooperativo e organizado e sua importância para a sociedade.

4- CIÊNCIAS NATURAIS

a) Ser Humano

· Conhecer e identificar partes e órgãos do corpo e suas funções ( (movimentos respiratórios, pulsação e batimentos cardíacos, transpiração e eliminação);

· Explorar os órgãos dos sentidos;

· Estabelecer semelhanças e diferenças entre o seu corpo e o de outras pessoas;

· Valorizar a prática cotidiana de hábitos favoráveis à saúde.

b) Animais

· Identificar os usos feitos pelo homem ( alimentação, criação, transporte, exploração, extinção);

· Identificar a preocupação com o equilíbrio da natureza, cadeia alimentar, preservação.

c) Meio Ambiente

· Observar, perguntar, interpretar e registrar experiências relacionadas a terra, ar, água e fogo;

· Observar os fenômenos da natureza ( chuva / sol, dia / noite, vento,ar, rios );

· Observar e realizar misturas de materiais diferentes ( café com leite, leite com chocolate, água e açúcar, e sal, óleo, e areia, etc. );

· Conhecer e realizar comparações entre estações do ano, o dia e a noite, alguns astros, explorando semelhanças e diferenças.

PRÉ-ESCOLA

1- COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

a) Linguagem Oral

· narrar histórias conhecidas;

· interpretar e reproduzir histórias oralmente;

· ampliar seu vocabulário e aprimorar sua fluência verbal – concordância;

· cantar músicas conhecidas ou inventadas;

· contar, recontar e reinventar histórias, a partir de situações vividas ou criadas;

· expressar sentimentos, interesses pessoais, e opiniões durante as conversas informais e formais;

· valorizar e empregar o diálogo como forma de explicitar conflitos e tomar decisões coletivas;

· conhecer diferentes modalidades de linguagem: poesia, quadrinha, provérbio, narração, piada, brinquedo cantado, advinhas, trava-línguas, parlendas.

b)Linguagem Escrita

· perceber a escrita como representação da fala;

· Obs: Apresentar à criança todos os tipos de letra de maneira contextualizada; porém o trabalho com letra cursiva deverá ser iniciado após a maioria do grupo ter atingido o nível alfabético, nas palavras e frases (nos Anos Iniciais) ;

c)Linguagem Sonora / Musical

· criar e recriar novas músicas;

· reconhecer tipos de sons naturais, artificiais e ruídos;

· cantar e dramatizar histórias, músicas, et.

d)Linguagem Corporal

· desenvolver a imaginação e a criatividade associadas ao movimento;

· dramatizar de forma criativa;

· dramatizar com recursos: fantoche, sombra, máscaras, livros e marionetes.

e)Linguagem Plástica

· manipular, criar e construir com diferentes materiais: massa, tinta, argila e papel machê;

· utilizar técnicas plásticas tais como desenho, modelagem recorte, colagem, impressão e pintura;

· produzir desenhos explorando a fase esquemática.

2-RACIOCÍNIO LÓGICO – MATEMÁTICO

a)Classificação

· agrupar elementos segundo os atributos;

· adquirir noção de pertinência;

· classificar por negação;

· descobrir atributos não evidentes entre objetos;

· perceber características físicas como atributo, e o número de variáveis do atributo levantado.

b)Seqüência

· promover situações em que a criança: estabeleça seqüência temporal considerando dias da semana, semana do mês, meses do ano e ano.

c)Seriação

· organizar séries de elementos segundo seus atributos em ordem crescente e decrescente;

quantificar séries;

realizar construção conjunta de várias séries.

d)Medida

· comparar comprimentos / capacidade / altura / distância e peso dos objetos, utilizando diferentes recursos ( corpo, barbante, passos, régua, etc. );

· realizar construções no mesmo nível de um modelo;

· realizar construções em desnível.

e)Tempo

· promover situações em que a criança estabeleça relações de temporalidade considerando espaço e tempo vivido e percebido (ontem, hoje e amanhã).

f)Espaço

· favorecer situações em que a criança possa identificar e comparar a situação dinâmica dos objetos / pessoas em relação aos conceitos de lateralidade, posição e distância.

g)Número

· compreender a funcionalidade da escrita dos numerais ( talão de cheques, telefone, placa de carro, etc. );

· identificar signos numéricos;

· reconhecer e corresponder quantidades;

· corresponder numerais às quantidades;

· identificar diferentes formas de agrupamento;

3-CIÊNCIAS SOCIAIS

a)Grupo Social

· reconhecer suas possibilidades em casa e na escola;

· conhecer percurso de casa até a escola;

· identificar as relações existentes entre as pessoas ( parentesco, amizade, trabalho estudo);

· identificar a origem da família e procedência;

· conhecer aspectos da vida rural e urbana;

· perceber a existência de diferentes modelos de família e de diversos valores e costumes;

· compreender a história da escola, a organização e funcionamento da mesma;

· demonstrar atenção e consideração pelo outro, assumindo atitudes de respeito à propriedade alheia e direto do outro.

b)Tempo

· perceber a ordenação / duração / sucessão de acontecimentos;

· perceber que as pessoas e os demais seres vivos se transformam com o tempo.

c)Espaço

· estabelecer relações entre vizinhança, amizade e trabalho;

· estabelecer relações entre distância percorrida, da casa à escola, em termos de perto, longe, e número aproximado de quadras;

· explorar espaços novos e cada vez mais amplos.

d)Elementos Sócio-Culturais do Cotidiano

· reconhecer os símbolos nacionais;

· conhecer as dinâmicas do meio social em situações específicas como: eleições, processos de compra,venda e troca, campanhas de saúde, de solidariedade e educativas;

· conhecer seus direitos estabelecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

e)Trabalho

· reconhecer na transformação do meio, o fruto do trabalho;

· perceber a ação do homem sobre os recursos da natureza;

· conhecer processos de industrialização;

· identificar o valor dos diferentes tipos de trabalho – manual e intelectual.

4-CIÊNCIAS NATURAIS

a) Ser Humano

· reconhecer as etapas da vida – crescimento e desenvolvimento e identificar a fase em que se encontra;

· conhecer o conceito de saúde;

· conhecer a importância da prevenção de acidentes e de doenças;

· conhecer a importância das vacinações como meio de prevenir algumas doenças próprias da infância;

b) Animais

· observar o ciclo de vida dos animais (nascimento, crescimento, reprodução e morte);

· confrontar opiniões referente ao aprisionamento, maltratos e extinção de animais.

RECURSOS PEDAGÓGICOS

O currículo envolve atividades variadas, destinadas a promover o desenvolvimento físico, intelectual e emocional dos educandos. Inclui, entre outros itens, a educação física e os jogos, a educação sensorial, a socialização, a prática do pensamento criativo e crítico, a sondagem de aptidões, o incentivo ao raciocínio lógico e o estímulo ao senso estético, em um esforço integrado de desenvolvimento da personalidade.

As atividades individuais e coletivas processam-se através de estudos dirigidos de educação artística, por meio da música, das artes visuais, da dança, do teatro e da exportação do meio extra-escolar, através de excursões e visitas a vários locais.

Essa investigação da realidade inicia-se com a exploração da escola e segue de acordo com os interesses e necessidades da criança, proporcionando-lhe um enriquecimento experimental das atividades propostas em sala de aula.

AGRUPAMENTO DE ALUNOS

Os alunos da Educação Infantil serão agrupados em classes de ensino de acordo com a idade ou grau de desenvolvimento, de forma a respeitar as etapas evolutivas do desenvolvimento físico, emocional e social da criança.

Como regra geral, serão assim distribuídas:

a)Jardim de Infância: atende crianças com idade entre 04 ( quatro) e 05 (cinco) anos;

b)Pré-Escola: atende crianças com idade entre 05 ( cinco) e 06 ( seis) anos;

As classes de ensino da Educação Infantil terão periodicidade anual, podendo ser subdivididas em níveis.

FORMAS DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO

A avaliação consiste em uma análise diária do desempenho da criança e de aspectos característicos de seu processo de aprendizagem em cada uma das áreas da programação adotada na Educação Infantil, respeitando o desenvolvimento dentro de cada faixa etária.

Bimestralmente será elaborado um relatório de cada aluno, que retrata sua evolução nos aspectos físico-motor, emocional, intelectual e social.

O relatório é apresentado aos pais em reunião com os professores a fim de propiciar troca de informações com a escola. Esse procedimento é de fundamental importância, pois permite identificar as conquistas alcançadas pelo aluno, bem como deficiências de aproveitamento provocadas por agentes afetivos, orgânicos, sociais, etc. Presta-se também a recomendar providências que conduzam à resolução do problema.

A avaliação na Educação Infantil não tem o objetivo de promoção para o Ensino Fundamental.

Referência bibliográfica:

Proposta Política Pedagógica da Educação Infantil do município de Sidrolândia, MS

11 comentários sobre “OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s