A escola dos meus sonhos

A função da Escola é bem definida, tanto na Constituição Federal de 1988 quanto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação – 9394/96.  E até mesmo no Estatuto da Criança e do Adolescente – 8069/90

CF-1988 Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

LDBEN/1996 Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

ECA/8069 Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.

Porém, ao adentrarmos alguns  estabelecimento de Ensino, percebemos que na prática a realidade é outra, muitas vezes , negligente. (O professor não está preparado para interagir com alunos deficientes… o bullying… a família não participa, o aluno não aprende).

BURNOUT DOCENTE: O que significa isso?  Tem a ver com a sensação de impotência que o professor enfrenta quando se sente incapacitado frente a um problema. E, assim, acaba desacreditando em seu potencial.

Veja o que diz Naujorks (2003, p. 82)

O professor, […] foi preparado para trabalhar com alunos que ‘aprendem’ e, portanto, adaptados ao contesto escolar, […] quando o mesmo se depara com o ‘não aprender’ e com suas próprias limitações, isso leva a pensar em uma inadaptação do mesmo a essa nova realidade, gerando angustia e sofrimento.

Sonho possível ou utopia?

Nós, seres humanos, alimentamos nossa existência com sonhos. Muitos deles irrealizáveis. Mas, que, sem eles a vida não faz sentido. Temos que ter, em nosso ideário, metas a serem alcançadas. E, a Educação é uma delas.

A Escola dos meus sonhos já existe, pelo menos no papel. O que falta é por em prática o estabelecido pela lei.

A Escola, sendo representante do Estado, tem por objetivo promover Educação de qualidade, fazer a real inserção do branco, do negro, do índio, do deficiente…  Não porque a lei lhe obriga, mas por ser sua função social. Que, afinal, se não tivéssemos excluídos no passado o negro, o deficiente, os marginalizados… e outros, não seria necessário a tão falada inclusão.

A família em união com a Escola, deve se fazer mais presente. E não deixar a tarefa de Educar tão somente por conta dos professores. Afinal, tanto a Constituição Federal quanto a LDB e o ECA, deixam bem claro que a Educação é dever da FAMÍLIA e do Estado/Escola.

Enfim, se todos fizerem os seus deveres, teremos a Escola com a qual sonhamos.

E você, como pensa??? Relate as suas ideias, participe…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s