A LENDA DO MILHO

A LENDA DO MILHO

TABAJARA ERA UM  VELHO ÍNDIO MUITO BONDOSO E QUERIDO PELO SEU POVO.

A TRIBO ESTAVA PASSANDO POR MUITA DIFICULDADE. NÃO HAVIA CAÇA E A PESCA ESTAVA DIFÍCIL.

O VELHO ÍNDIO, SENTINDO QUE IA MORRER, REUNIU OS HOMENS DE SUA TRIBO E DISSE:

— ENTERREM MEU CORPO NUMA COVA BEM RASA. CUBRAM-ME COM PALHA SECA E POUCA TERRA. ESPEREM VIR O SOL E A CHUVA. ALI NASCERÁ ALIMENTO PARA TODA TRIBO.

APÓS A MORTE DE TABAJARA, SEU POVO FEZ O QUE ELE HAVIA MANDADO.

SOBRE A COVA DO VELHO GUERREIRO, APARECEU UMA PLANTA. SUAS FOLHAS COMPRIDAS LEMBRAVAM A LANÇA DE TABAJARA.

SUA FLOR VISTOSA PARECIA O COCAR DO CHEFE ÍNDIO E A TRIBO DESCOBRIU QUE SUA ESPIGA ERA UM DELICIOSO ALIMENTO.

FOI ASSIM QUE SURGIU O MILHO.

(ADAPTAÇÃO DO FOLCLORE  BRASILEIRO)                         

INTERPRETAÇÃO DO TEXTO
1-TABAJARA ERA UM:

A(   )VELHO ÍNDIO

B(   )VELHO NEGRO

C(   )VELHO DOENTE
2-A TRIBO ESTAVA PASSANDO POR DIFICULDADES, POIS ESTAVA SEM:

A(   )PESSOAS PARA PLANTAR

B(   )CAÇA E PESCA

C(   ) SEM MILHO E MANDIOCA
3-O VELHO ÍNDIO, AO VER QUE IA MORRER PEDIU PARA QUE:

A-(   )JOGASSE SEU CORPO NO RIO

B-(   )ENTERRASSE SEU CORPO NO MEIO DA FLORESTA

C-(   )ENTERRASSE SEU CORPO NUMA COVA BEM RASA E CUBRISSEM COM PALHA E POUCA TERRA
4- NASCEU NA COVA DO VELHO ÍNDIO                         :

A(   )MANDIOCA

B(   )MILHO

C(   )GUARANÁ

A LENDA DO LOBISOMEM

. Entre todas as histórias que contam, sem dúvida, uma das mais assustadoras é a do Lobisomem.
Diz a lenda que se uma família tiver sete filhas e o oitavo for menino, ele poderá ser um Lobisomem.
O Lobisomem é um homem comum, mas na noite de sexta-feira, quando a lua está cheia e brilhante, exatamente à meia-noite…
Ele se transforma em Lobisomem, uma criatura terrível, muito peluda, que parece um lobo.
O danado corre pelas vilas e roças uivando. Dá até calafrios de ouvir.
Durante a noite invade galinheiros e corre atrás de todos os bichos.
As mães já sabem, quando é sexta-feira de lua cheia recolhem seus filhos mais cedo, para não ficarem no caminho da coisa ruim.
Aos primeiros raios de sol o monstro desaparece dando lugar a um homem normal.
Só há um modo de reverter este encanto: alguém de muita coragem, vestido todo de branco com um crucifixo pendurado no pescoço, pode enfrentá-lo.
Com o crucifixo bem visível, o valente deve olhar profundamente nos olhos do Lobisomem e dizer: Vai embora coisa ruim!
Só assim a maldição estará encerrada e a vila ficará livre desta criatura